NO MUNDO

Os 10 países mais vegetarianos do mundo


Em tempos de carne estragada (e com papelão) muitos brasileiros afirmam que a partir de agora vão tentar reduzir o consumo diário de carne vermelha. Hoje, o Brasil é o maior exportador e está entre os dez maiores consumidores de carne no mundo, o que gera inúmeros prejuízos à sociedade e ao meio ambiente local e global.

Virar vegetariano na terra das churrascarias é realmente um desafio para qualquer um, por isso, passar um tempo em um dos países listados abaixo pode ser de grande aprendizado e ajuda, pois são lugares onde o consumo de carne é baixíssimo e uma culinária sofisticada é praticada com base somente em grãos, frutas e vegetais. Veja aqui os dez países mais vegetarianos do mundo:

  1. India

Faz todo o sentido quando você considera que a maioria das religiões por lá (hinduístas, budístas e jainistas) proibem o consumo de carne. Todos os restaurantes lá tem opções veganas e não veganas (eles consideram ovos uma opção não vegana) e uma alta culinária é oferecida toda com base em grãos, temperos, frutas e vegetais.

2. Itália

Supreso? O vegetarianismo não raro por lá, cerca de 10% dos italianos não comem carne o que não deve ser tão difícil considerando a culinária local: diversos sabores de pizzas, massas e risotos não levam nada de carne. Acima, a típica caponata italiana.

3. Etiópia

Mais da metade do país é de cristãos ortodoxos e deixam de comer carne em alguns dias da semana e dias santos (por lá tem bem mais do que aqui). Como resultado disso, lá existe uma cozinha vegetariana super sofisticada com base na injera (foto acima), que é tipo um crepe de farinha fermentada, úmido e fofo.

4. Líbano

Para muitos cristãos no Oriente Médio, segundas e sextas feiras são dias sagrados em que não devemos comer carne. No Líbano não é diferente, o que deu origem a cozinha libanesa da qual fazem parte os famosos hummus e o falafel, além do tabule de ervas (foto acima), típico da região.

5. Turquia

A Turquia possui uma rica culinária com base em castanhas, pães assados em forno à lenha, temperos diversos e vegetais grelhados. Acima, o famoso baba ganoush, que é uma salada feita de purê de beringela assada ou grelhada, pasta de gergelim e suco de limão.

6. Reino Unido

No caso do Reino Unido, não existe uma tradição associada ao vegetarianismo das pessoas. O que acontece é que hoje existe um número cada vez maior de vegetarianos éticos, ou seja, aqueles que deixam de consumir carne por acreditarem fazer mal ao planeta. Hoje, cerca de 12% da população de lá afirma ser vegetariana embora muitos admitirem já ter sucumbido aos prazeres da carne em uma ou outra ocasião, o que faz com que isso seja visto como “modinha”.  Acima, uma das inovações da cozinha britânica, o enroladinho de salsicha vegano.

7.  Estados Unidos

Sim, você viu certo…um dos maiores consumidores de carne vermelha é também um dos países mais vegetarianos do mundo. Mas na terra do gado, existem locais onde o vegetarianismo faz grande sucesso como a California, em particular, São Francisco, lugar considerado alternativo em grande parte pelo sucesso do vegetarianismo, normalmente representado pela culinária chinesa, mexicana (foto acima) e coreana (países nem tão vegetarianos).

8. Singapura

A Singapura, com uma população menor do que seis milhões de pessoas, tem uma cultura extremamente diversificada, resultado da grande quantidade de imigrantes que foram (e ainda vão) pra lá. Desse modo, lá existe uma enorme variedade de restaurantes de todos os tipos de cozinha, sendo que muitos deles observam os dias sagrados de algumas religiões nos quais não se consome carne.

9. Jamaica

A religião rastafari, embora hoje seja uma minoria na Jamaica, ainda é bem expressiva e seus seguidores são proibidos de consumir carne. Além disso dieta dos “rastas”, chamada “vital” só admite comida orgânica e cozida sem sal.  Isso faz da culinária vegetariana local bastante rica se servindo bastante de cocos, pimentas, arroz e legumes. Acima, o famoso “stew” (caldo ou bobó) de vegetais jamaicano.

10. Israel

A religião judaica, como muitas, também é bastante rigorosa no que diz respeito ao consumo de alimentos. Leite, porco e outros produtos são proibidos para os mais ortodoxos, alguns todos os dias, outros em dias específicos. Isso fez com que muitos achassem mais simples adotar de vez o veganismo, o que refletiu num cenário próspero para cafés e restaurantes veganos nas cidades, especialmente em Tel Aviv, onde praticamente todos os restaurantes têm opções veganas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *