NO MUNDO

Já Deu! Os Países que Estão Banindo o Uso de Plásticos Descartáveis


Mais de 95% dos resíduos encontrados no litoral brasileiro é composto por itens feitos de plástico, como garrafas, copos descartáveis, canudos, cotonetes, embalagens de sorvete e redes de pesca.

Até uma televisão já foi encontrada em uma praia do litoral brasileiro (imagem: BBC)

Esta é a conclusão de um estudo realizado pelo Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo (USP) que também chegou à conclusão de que cerca de 80% desse plástico é de origem terrestre, isto é, resíduos urbanos provenientes de atividades comerciais e industriais.

Dentre os países mais poluidores dos oceanos o Brasil ocupa a absurda 16 posição. De acordo com a Ocean Conservancy, a China, a Indonésia, as Filipinas, a Tailândia e o Vietnã são as cinco nações que mais poluem os mares. Juntas, são responsáveis por 60% de todos os resíduos plásticos encontrados nos mares.

“Sopa de plástico” encontrada na praia da Labuan Bajo, na Indonésia (imagem: Fortune) 

Felizmente para nós, em alguns países como a Noruega e a Holanda, houve uma redução drástica do uso de plástico se deu a partir de iniciativas do próprio setor privado e da sociedade civil (este é o cenário ideal).

Além disso, alguns (ainda poucos) governos também já tomaram ciência desse problema que provoca a mortalidade da vida marítima, doenças para seres humanos e desequilíbrios ambientais irreversíveis causando impactos inclusive nas economias locais.

Nos últimos anos, mais de 10 países decidiram agir decisivamente, banindo completamente de seu território o uso de sacolas plásticas e outros materiais feitos de plástico descartável, são eles:

1. QUÊNIA

Em agosto de 2017 o país decidiu banir o uso de sacolas plásticas. Se alguém hoje for pego vendendo, produzindo ou simplesmente portando uma sacola de plástico estará sujeito a 4 anos de prisão (isso mesmo!) e uma multa equivalente a 40k dólares! Esta é de longe a punição mais severa ao uso de sacolas de plástico no mundo, isso porque o país enfrentou fortes epidemias de doenças associadas à contaminação dos solos e das águas.

Mulher vende sacolas compostáveis na cidade de Nairobi, Quênia

2. RUANDA

Surpreso? Saiba que Ruanda pode ser considerada a primeira nação livre de plásticos no mundo todo. Há 10 anos atrás o país baniu o uso de sacolas de plástico e embalagens de plástico. Lá você também pode ser preso por estar portando qualquer um dos dois itens (até 6 meses).

Acima, um cartaz no Aeroporto Internacional de Ruanda alertando para a proibição

3. MARROCOS

O país chegou a ser o segundo maior consumidor de plásticos do mundo atrás apenas dos EUA. Em 2016, o governo decidiu banir o uso de sacolas e embalagens de plástico, embora, acredite se quiser, ainda exista um mercado negro de distribuição de sacolas plásticas!

Duas mulheres carregam compras na cidade de Marrakesh

4. TAIWAN

Em 2018, o governo decidiu impor uma sanção ao uso de sacolas e utensílios de plástico e canudos. Ao contrário dos países acima, em Taiwan, o uso desses itens será regulado gradualmente até 2030, começando hoje pela cobrança de tarifas mais altas.

Taiwan quer se livrar do uso de todos os itens de plástico até 2030.

5. NOVA DELHI (INDIA)

A Índia era um dos grandes responsáveis por grande parte do plástico despejado nos oceanos todos os anos. O país tornou-se tão preocupado com o problema que o Tribunal Verde Nacional introduziu uma proibição de plástico descartável na capital. Agora não é permitido usar sacolas de plástico, xícaras de chá e talheres em Delhi.

O governo de Nova Delhi se mostrou recentemente disposto a aceitar o uso de sacolas biodegradáveis. Acima, um pedaço do Rio Ganges.

6. FRANÇA

A lei francesa, aprovada em julho de 2018, proibiu a venda de talheres, copos e pratos de plástico que não sejam biodegradáveis a partir de 2020. O jornal Les Echos diz que no país são jogados fora, por ano, 4.7 bilhões de copos de plástico o que “constitui uma pirâmide tão alta como 25 torres Eiffel”.

A lei que banirá os plásticos em 2020 na França é parte de um conjuntos de políticas públicas ainda maior que visa combater as mudanças climáticas.

7. COSTA RICA

Na Costa Rica, a medida vale para sacolas, garrafas, talheres e tampas e tem como objetivo diminuir a poluição de plásticos, principalmente, nos oceanos. Ainda não se sabe qual material será usado no lugar do plástico, mas o objetivo é banir completamente o uso do plástico até 2021. O governo  vai investir em pesquisas e oferecer incentivo para o desenvolvimento de novos materiais.

A Costa Rica quer ser a primeira nação a banir todos os tipos de plásticos (até 2021)

8. NOVA ZELÂNDIA

Em uma coletiva de imprensa, a primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, anunciou a proibição das sacolas plásticas descartáveis ​​que entrarão em vigor neste ano. “Estamos tomando medidas significativas para reduzir a poluição do plástico, para que não passemos esse problema para as gerações futuras” disse ela.

A partir de janeiro de 2019, os varejistas neo-zelandeses terão 6 meses para retirar as sacolas de plástico das suas lojas. Acima, a primeira-ministra Jacinda Ardern.

9. CHILE

O Chile é o primeiro país latino-americano a banir o uso de sacolas plásticas em cidades costeiras. A partir de 2017, o prazo dado para adaptação de todas as cidades litorâneas do país foi de 12 meses. O próximo passo é estender a proposta para as demais cidades.

O projeto de lei foi assinado pela Presidenta Michelle Bachelet (acima) em 2017.

10. URUGUAI

Em 2017 o governo uruguaio aprovou a lei que impõe a cobrança de uma taxa extra para o uso de sacolas plásticas. A mesma lei também proibiu a produção e a importação das mesmas.

Em 2017, o Uruguai somou-se ao Chile na luta contra a poluição causada pelo uso do plástico.

11. VANUATU

A pequena ilha do pacífico foi a primeira nação da região a banir a comercialização e o uso de sacolas, garrafas e canudos de plástico.

Apesar das sanções impostas pelo governo em 2017, voluntários até hoje recolhem os resíduos plásticos das praias da pequena Vanuatu (foto acima)

12. BÉLGICA

Assim como na França, o Governo Belga esta decidido a tomar iniciativa na direção da total proibição do uso de sacolas, canudos e outros itens de plástico. Na capital Bruxelas e nas regiões de Wallon e Flemish o uso pessoal de sacolas plásticas já é proibido.

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *