EMPRESAS, TECNOLOGIA

As Tecnologias que Estão Definindo o Futuro da Educação


A partir da criação de plataformas digitais e do entendimento de como os estudantes se relacionam com seus professores, as startups de educação estão usando a tecnologia para modificar completamente a experiência do aprendizado.

No Brasil, as chamadas EdStartups ocupam 12% do mercado de ensino no Brasil. Acima, a startup Happy Code da qual falaremos na lista.

Educar e capacitar as pessoas é um grande desafio, especialmente em sociedades com altos níveis de desigualdade. As “edtechs”, como são chamadas as startups de educação estão dentre as empresas que mais recebem investimentos privados e públicos.

Existe de fato uma enorme perspectiva de crescimento econômico para as startups de educação. As soluções propostas por essas empresas não só visam uma melhoria significativa dos arcaicos sistemas de ensino, mas também uma maior acessibilidade e inclusão de grupos vulneráveis.

A inclusão de grupos sociais vulneráveis como os cadeirantes ainda representa um grande desafio para os sistemas de ensino.

Veremos abaixo algumas delas…

1. HAPPY CODE

A Happy Code é uma escola de tecnologia que se destaca pela aplicação do conceito STEM, que integra ciências, tecnologia, engenharia e matemática. Com uma variada grade curricular, a startup de educação também oferece programas pioneiros como os cursos de youtuber e robótica com drones . Atualmente, a empresa possui mais de cem unidades no Brasil e em Portugal.

2. BLACKBOARD

A startup de educação fundada por William Ballhaus, um dos CEO’s mais influentes do mundo abaixo de 40 anos (Forbes 40 under 40), têm o objetivo de aprimorar a experiência dos professores e dos alunos para além da sala de aula. A Blackboard oferece ferramentas de gestão e análise de dados que permitem uma conexão com os estudantes em níveis personalizado, explorando as forças e fraquezas de cada um deles.

3. QRANIO

A Qranio trabalha com o ensino adaptativo. Consiste em um aplicativo para smartphones com vários conteúdos e jogos que rendem aos usuários prêmios reais. A ideia é usar o conceito de gamificação para tornar a experiência do aprendizado mais divertida.

4. 4.0 SCHOOLS

A startup de educação 4.0 schools foi fundada nos EUA com o objetivo de conectar coaches e investidores à pessoas com ideias inovadoras para o campo da educação. “O problema para os empreendedores que estão tentando criar melhores escolas para professores, alunos e familiares é que há pouco espaço para a experimentação dessas novas ideias” diz o CEO da startup Matt Candler.

5. MINHA ESCOLA

O app, desenvolvido pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo é voltado para os alunos das escolas da rede estadual e seus responsáveis. O objetivo é aumentar o engajamento desses alunos com a escola e aumentar a participação da família na vida escolar dos alunos. O aplicativo oferta: consulta ao boletim, visualização simplificada das notas, carteirinha do aluno, avaliação da alimentação escolar e notificações. 

6. PRIMO TOYS

Essa startup de educação fundada em Londres fabrica brinquedos! O objetivo da Primo Toys é o de ensinar crianças e adolescentes através da união dos jogos e da tecnologia. O brinquedo mais popular vendido pela startup é o Cubetto: ele consiste em um pequeno robozinho em forma de cubo que ensina para crianças, através de um mapa e um livreto de histórias, conceitos básicos de programação.

7. TIMOKIDS

Timokids é uma ferramenta gratuita que distribui conteúdos socioeducativos sob forma de mídias digitais. O app contém histórias e atividades com mensagens sobre bullying, preconceitos e assédios. Ele também fornece conteúdo seguro para famílias e professores em vários idiomas.  É uma forma de introduzir temas difíceis na vida das crianças de maneira didática e com a linguagem apropriada.

8. PIAZZA

A Piazza é uma sala de estudos virtual onde os alunos podem fazer perguntas para os professores e para outros estudantes anonimamente. Quando muitos usuários endossam uma determinada resposta ela é alavancada para uma espécie de “trending topic”. A startup de educação oferece a milhares de estudantes contatos com vários professores, inclusive, de grandes instituições como MIT, Stanford e Princeton.

9. SAMBATECH

Eleita pela Fast Company como uma das startups de educação mais inovadoras da América Latina em 2014, a Samba Tech leva o conteúdo de seus clientes a milhares de pessoas, sob a forma de vídeos online, tornando mais democrático o acesso ao conhecimento. Dentre os seus clientes estão as também EdStartups Kroton, a Stefanini e o Grupo Iped.

10. 3 DEXTER

A 3Dexter é uma startup de educação bastante inovadora que usa a impressão 3D como ferramenta chave do processo de aprendizado. De acordo com seus criadores, a tecnologia pode ser utilizada na experimentação de conceitos (modelo faça-você-mesmo) permitindo sua visualização e avaliação prática de seus pontos fortes e fracos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *