TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

As Startups Dedicadas a Melhorar a Vida das Pessoas com Deficiência


Segundo dados da OMS, cerca de 1 bilhão de pessoas no mundo convivem com algum tipo de limitação funcional, isso significa uma em cada sete no mundo. Tem sido o papel da tecnologia aumentar a acessibilidade para pessoas com deficiência, o que tem acontecido de maneira cada vez mais mais ampla.

Acima, Bruno Mahfuz, inventor do app Guia de Rodas, aplicativo colaborativo que permite a qualquer usuário fazer rápidas avaliações sobre a acessibilidade nos lugares.

Aumentar a acessibilidade para pessoas com deficiência requer grandes investimentos em pesquisa e inovação, o que acontece dentro das universidades e institutos de pesquisa e tecnologia, fundamentais para o desenvolvimento científico e tecnológico de um país. Acontece que o aumento dessa inclusão têm também contado com um outro fator: a coragem daqueles que buscam empreender para melhorar a vida das pessoas.

HOOBOX Robotics é uma startuptech que usa reconhecimento facial para dar autonomia a cadeirantes.

Para comemorar o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência veremos de quantas maneiras os negócios podem intervir para aumentar a acessibilidade para pessoas com deficiência. Segue a lista!

1 – GUIA DE RODAS

O Guia de Rodas é um aplicativo colaborativo gratuito que ajuda as pessoas com limitações motoras a descobrir locais como lojas, bares, restaurantes, que prezam pela acessibilidade. Nele, os locais são classificados como  “acessível”, “parcialmente acessível” e “não acessível” e para colaborar é muito simples: basta incluir informações sobre o que notou nos estabelecimentos, como vagas especiais, circulação interna, banheiro e entradas.

2. HOOBOX ROBOTICS – WHEELIE

Wheelie é uma tecnologia criada pela empresa Hoobox Robotics que aumenta a acessibilidade para pessoas com deficiência física através da inteligência artificial. O dispositivo movimenta a cadeira de rodas através da leitura das expressões faciais do usuário permitindo maior controle e autonomia.

3. AIRA

A startup norte-americana Aira desenvolveu um aplicativo para auxiliar pessoas com limitações visuais nas suas tarefas diárias tais como andar pelas ruas, ler um documento ou um e-mail.

4. POLY SPINE

PolySpine é um exoesqueleto anatômico que da suporte para pessoas com moderadas à severas limitações motoras. Ele aumenta a acessibilidade para pessoas com deficiência física permitindo que elas participem de atividades recreativas ou de reabilitação, atividades essas que antes seriam muito difíceis ou mesmo impossíveis.

5. SAMEVIEW

Este incrível aplicativo é dedicado à crianças com deficiências motoras ou psicomotoras que normalmente demandam atenção especial de familiares, educadores, médicos e terapeutas. O Sameview conecta todos esses participantes numa mesma página, reunindo em um mesmo espaço todas informações oferecidas por cada um deles sobre a criança e traçando um objetivo comum para todos.

6. PREVENTION – ADAM ROBO

O Adam Robo, desenvolvido pela startup Prevention, foi o representante brasileiro na Imagine Cup, copa de inovação promovida pela Microsoft. O dispositivo propõe uma mudança importante para democratizar os testes de vista. Ele usa um jogo de lentes para que seja possível realizar o mesmo teste com apenas 30 centímetros de distância. Além disso, o produto usa noções de inteligência artificial, para que seja extremamente simples a realização de um teste de vista.

7. KIT LIVRE

Deslocar-se em calçadas danificadas, descer a subir desníveis com facilidade, andar sobre terrenos arenosos e gramados, sentir-se muito mais ativo e interativo são situações inalcançáveis em cadeiras de rodas convencionais, sejam manuais ou motorizadas. A proposta do Kit Livre é garantir maior acessibilidade para pessoas com deficiência motora permitindo aos cadeirantes realizar movimentos, antes inviáveis nas cadeiras convencionais, de modo seguro, confortável e, sim, divertido.

8. NOMAD VR

O Nomad VR é um dispositivo de realidade virtual que permite que os seu usuário viaje a locais distantes ou mesmo impossíveis de ser alcançados por ele sem sair do lugar. Basta que a pessoa coloque o headset na cabeça e todo um universo de possibilidades se abrirá diante dela. Ele foi desenvolvido especialmente para pessoas idosas, mas também pode atender pessoas mais jovens com limitações motoras.

9. LOOP +

A Loop+ é uma plataforma digital que pretende transformar a maneira como os cadeirantes monitoram a sua saúde. O aplicativo fica conectado a um sensor na cadeira de rodas que oferece informações sobre pressão, posição, movimento e umidade permitindo um monitoramento constante de fatores de risco para cadeirantes. Além disso, o app conecta o cadeirante aos médicos especialistas de sua região, permitindo que esse monitoramento também seja feito por eles e consultas rotineiras sejam realizadas à distância.

10. VIB EYE – VIB SENSE

É muito comum que essas pessoas com deficiência visual se acidentem com obstáculos aéreos. Isso ocorre porque a bengala não detecta obstáculos acima da altura da cintura. Sendo assim, o Vib Sense, com tecnologia exclusiva, busca resolver tais problemas com a detecção desses obstáculos através de um sensor, avisando ao usuário através de uma pulseira vibratória quando ele necessitar se desviar de obstáculos perigosos.

11. MATRAQUINHA

Matraquinha é um aplicativo de comunicação alternativa para ajudar crianças e adolescentes com autismo a transmitirem seus desejos, sentimentos e necessidades. O funcionamento é bem simples, a comunicação da criança é feita através de figuras e que, ao serem clicadas, fazem com que uma voz reproduza o que a criança deseja transmitir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *