NO TRABALHO

As Empresas Globais que Estão Abraçando a Diversidade e a Inclusão


A diversidade hoje ocupa o centro dos debates não somente na política, mas no mundo corporativo também. Sob o aspecto social, a diversidade nas empresas é uma necessidade que, economicamente, também pode trazer grandes benefícios.

Diversidade nas empresas: um benefício social e econômico

Ter uma força de trabalho multicultural é uma grande arma de competição no mercado global. Um estudo realizado pela empresa de consultoria Mckinsey & Company em 2018 mostra uma clara correlação entre graus de inclusão e da diversidade nas empresas com lucratividade.

As razões disso podem ser muitas a começar pela troca de ideias provenientes de diferentes perspectivas e experiências de vida, um aumento do potencial criativo da equipe. Segundo Gina Grillo, CEO da ONG The Advertising Club; “chefes tendem a querer contratar pessoas que pensam como eles, com o mesmo mindset, e isso não é bom”.

Líderes em diversidade trazem uma nova perspectiva sobre como elaborar uma estratégia eficaz, utilizando histórias das maiores empresas globais.

Infelizmente, mesmo com esses indicadores, mulheres, negros e LGBT’s ainda são bastante sub-representados em cargos de liderança nas empresas. No Brasil, por exemplo, o grau de diversidade nas empresas, em cargos de liderança, não chega a 20%. Homens e mulheres negras ocupam estarrecedores 4,7% desses cargos.

Isso acontece porque o preconceito estrutural ainda esta muito presente no universo corporativo como nos mostrou recentemente Donata Meirelles, diretora da Vogue e ex-sócia da Daslu (aquela que fechou por sonegação milionária de impostos) na execrável fotografia que tirou em sua festa de temática racista.

Acima, a sinhá dos tempos atuais, Donata Meirelles.
Acima, foto do comercial de Natal da Perdigão de 2018, que por mais “bem intencionado” que tenha sido, revelou a visão de mundo racista dos seus criadores.
Jane Walker, a tentativa da famosa marca de uísque de criar uma extensão de seu produto “só para mulheres”. Obviamente, deu errado.

Os casos acima citados, mostram que a preocupação com a inclusão social e com a diversidade nas empresas deve ir muito além de indicadores econômicos positivos e da necessidade de se satisfazer um consumidor mais “engajado”. As empresas precisam conquistar lugar de fala e, isso, só é possível abraçando a diversidade e a inclusão social.

Todos os anos, a agência DiversityInc publica a lista das melhores práticas de inclusão social e diversidade nas empresas. Longe de ser o ideal, começamos a ver sinais de que algumas das grandes empresas estão levando o problema à sério. Seguem as 10 melhores.

1. JOHNSON & JOHNSON

Na Johnson & Johnson, todos os fornecedores têm que provar os seus investimentos na promoção da diversidade. Isso inclui, por exemplo, fornecedores de empresas de propriedade de membros da comunidade LGBT. Dos 13 executivos em cargos diretivos, há três mulheres, três negros e um latino.

Acima, Wanda Bryant Hope, Chefe da Divisão de Diversidade e Inclusão da Johnson & Johnson.

2. MARRIOT INTERNATIONAL

A rede Marriott foi a primeira empresa nos EUA a garantir os mesmos direitos a casais homossexuais muito antes da lei ser aprovada pela suprema corte. Além disso, a rede promoveu negros e latinos aos seus primeiros cargos gerenciais, 41% a mais do que a média das empresas.

A rede Marriot também concede um prêmio de excelência em diversidade para os hotéis que são parte da rede

3. AT&T

Nos últimos anos, a AT&T reforçou seu programa de mentoria, criando relações de cruzamento cultural. Há grupos de debate disponíveis a todos os funcionários, incluindo os trabalhadores horistas. AT&T também possui um evento anual para os líderes desses grupos, com a presença dos seus altos executivos.

Acima, Cynthia Marshall, VP de RH e Chefe do Departamento de Diversidade da AT&T

4. MASTERCARD

A DiversityInc atribui a Mastercard os esforços em desenvolver seus talentos e criar um ambiente de trabalho inclusivo. O presidente Ajay Banga criou uma cultura inclusiva, que reconhece a colaboração, sendo assim, só no último ano, o percentual de mulheres nos cargos mais bem remunerados da empresa subiu de 10% para 20%. No board executivo, de 12 membros, são duas mulheres, dois latinos e quatro asiáticos.

Acima, o CEO da Mastercard Ajaypal Singh Banga

5. ADP

O presidente da ADP Carlos Rodrigues vêm buscando implementar políticas de diversidade desde o mapeamento de talentos, passando pela contratação até a progressão de carreira. Hoje, a norte-americana ADP possui duas vezes mais latinos em cargos de liderança do que a média das empresas globais.

Acima, a Chefe do Departamento de Diversidade da ADP Rita Mitjens em entrevista ao canal Bloomberg.

6. ELI LILLY & CO.

A multinacional farmacêutica com base nos EUA possui hoje duas vezes mais pessoas negras em cargos de liderança do que a média das grandes empresas globais.

Acima, a liderança corporativa da Eli Lilly & Co. 

7. NBC UNIVERSAL

Nos últimos seis anos, a empresa passou por um crescimento significativo do número de mulheres, negros e LGBT’s em todos os níveis hierárquicos. Além disso, o grupo possui um programa de diversidade multicultural voltado somente para os fornecedores.

O grupo NBC Universal possui hoje uma iniciativa visando promover a diversidade dentre os roteiristas independentes.

8. KPMG

Um dado interessante sobre diversidade nas empresas relativo à empresa note-americana KPMG é que nela, um montante de 50% do total dos seus funcionários pertencem a sete nacionalidades estrangeiras.

Acima, funcionários da KPMG da Malasia, celebrando o Dia Internacional da Mulher.

9. ACCENTURE

Segundo a CEO Julie Sweet, a Accenture tem a ambição de ser a empresa mais socio / culturalmente diversa e inclusiva do mundo. Nos últimos 6 anos, 80% das mulheres inscritas nos programas de liderança executiva foram promovidas para cargos de alta responsabilidade.

Logomarca utilizada pela Accenture durante o mês do Orgulho LGBT

10. HILTON

No último ano, 6 a cada 8 pessoas promovidas a cargos de liderança na rede de hotéis são mulheres. Além disso, eles possuem programas de talentos voltados para inclusão racial e de LGBT’s.

Capa do programa de diversidade e inclusão social da rede de hotéis Hilton.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *