ENTRETENIMENTO

A Homo-Transfobia no Cinema em 10 Filmes


1 – Coração Valente (Brave Heart)

Já sabemos que, se tratando de uma adaptação, o filme tem algumas invenções históricas. Mas de todas elas, uma se destaca pela “criatividade”: trata-se do filho do Rei Edward “Longshanks”, o Principe Edward II, possivelmente bissexual (esta é única evidência histórica sobre a sua personalidade). No filme ele é deliberadamente retratado como um rapaz afeminado, covarde e indefeso. Veja abaixo uma das cenas com o personagem sendo humilhado pelo pai:

2 – Se Beber Não Case – Parte 2 (The Hangover – Part 2)

O filme se vale em muitos momentos da homossexualidade e transexualidade de seus personagens como suportes cômicos (comic crutches) da sua narrativa. Em um dos momentos, o personagem transexual, interpretado pela atriz tailandesa Yasmim Lee, supostamente faz sexo anal com o personagem de Ed Helms. Apesar de ser uma mulher sexy, o fato de ter um pênis a torna nojenta e repulsiva para os personagens principais do filme.

 

3 – Ace Ventura

Em um dos pontos altos do filme, o detetive de animais Ace Ventura descobre que a sua antagonista, a policial Einhorn, é, na verdade, biologicamente, um homem, um ex-jogador de futebol americano chamado Ray Finkle. Ao descobrir a verdade a reação de Ace e dos policiais é total nojo e repulsa com direito a vômito.

 

4 – Cruzeiro das Loucas (Boat Trip)

O pânico gay (termo cunhado em inglês “gay panic”) é uma reação impulsiva, normalmente violenta, expressa por um heterossexual diante da proximidade com um homossexual e/ou da mera possibilidade de ser alvo de sedução por parte de um homossexual. Normalmente utilizado para justificar crimes contra homossexuais, o pânico gay se apresenta muitas vezes sob forma de piadas como podemos ver nesta comédia, na qual o personagem do ator Cuba Gooding Jr. ao tentar conseguir um encontro com uma mulher vai parar, para o seu total desespero, em um cruzeiro gay…pronto, essa é a piada do filme.

5 – Os Penetras Bons de Bico (Wedding Crashers)

Lá vão os homossexuais de novo né! Dando em cima do irresistível hétero pegador de menininha personagem do Vince Vaughn no meio da noite, mesmo sabendo quem ele é. Claro que ele fica desesperado né…

 

6 – Crô

Como no filme Cruzeiro das Loucas, os homossexuais são (ainda) frequentemente retratados pelos filmes sob a caricatura batida e estúpida da “bicha afetada”, um estereótipo construído por uma sociedade machista homofóbica e que se reproduz graças à pérolas como este filme nacional, se é que podemos chamar isso de filme.

cro

 

7 – Eu os Declaro Marido…. e Larry (I Now Pronounce You Chuck and Larry)

Podemos admitir que o filme do Adam Sandler tem uma boa intenção, debater o casamento entre pessoas do mesmo sexo nos EUA. Porém, infelizmente, a maior parte do filme consiste nas situações cômicas apresentadas pela seguinte conjuntura: Chuck e Larry tem que fingir ser casados. Tudo poderia estar ok se não fosse o constante constrangimento e repulsa demonstrada pelos dois durante o suposto fingimento que cai mais uma vez no estereótipo machista que inclui a ideia de que ser gay é bom para se aproximar de mulheres gostosas.

 

8 – Crocodilo Dundee

Neste clássico das sessões da tarde, uma das cenas emblemáticas é quando personagem Mick, o próprio Crocodilo Dundee, agarra a virilha de uma transexual dentro de um bar lotado para provar para todos que ela tem um pênis. Ela é literalmente constrangida a sair do bar enquanto o personagem ri, aponta para ela e diz “that was a guy! Guy dressed up like a sheila!”.

 

9 – Ta Todo o Mundo em Pânico (Scary Movie)

Uma das piadinhas constantes do filme é que todos pensam que Ray, o personagem de Shawn Wayans, é gay. Como pensam isso? Porque ele faz a namorada se vestir de jogador de futebol americano, dá tapinha na bunda de todos os homens pelados no vestiário, e por ai vai, porque gays fazem isso né….clássico estereótipo machista.

 

10 -Bad Boys 2

Um dos piores displays de homofobia (o que é bem comum nos filmes do diretor Michael Bay) acontece em uma de suas maiores bilheterias. Aqui, o personagem de Martin Lawrence descreve para o de Will Smith como é levar um tiro na bunda, mas não percebe que esta na frente de algumas câmeras que estão transmitindo a sua conversa ao vivo para várias pessoas que se sentem enojadas por acharem que se trata de uma conversa entre um casal gay sobre sexo anal.

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *